Informações

1º PROCESSO SELETIVO DE 2018 NÃO CONTARÁ COM ENTREVISTAS.

Segundo o edital publicado dia 28 de Janeiro de 2018, o processo seletivo para ingressar como aluno no Vestibular Cidadão não contará com entrevistas individuais dos candidatos. O único exame de caráter eliminatório será a prova objetiva que deverá ser aplicada no dia 24 de Fevereiro de 2018 às 14:30, horário de Brasília, portanto não se atrase.

Enem nota 1000: confira dicas para se dar bem na prova de Humanas

Série do Diário Gaúcho mostra dicas para cada uma das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que será aplicado em novembro.

As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) estão chegando. Diferentemente das outras edições, em 2017 a prova será aplicada em dois domingos — nos dias 5 e 12 de novembro. 

Para auxiliar os candidatos na hora de estudar, o Sala de Aula lançou uma série que vai dar dicas sobre cada uma das áreas do conhecimento cobradas no exame. Na edição desta semana, é a vez da prova de Ciências Humanas, que aborda conteúdos de História, Geografia, Filosofia e Sociologia.

Leia mais
Enem nota 1000: confira dicas para se dar bem na prova de Linguagens
Gaúchos vão representar o Brasil em campeonato mundial de educação técnica
Confira dicas para aperfeiçoar seu inglês sem sair de casa

Vale ressaltar que, além desta prova, ainda são cobrados conteúdos das áreas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Matemática e também a prova de Redação. 

Atenção

Professor de História da plataforma de ensino Me Salva!, Evandro Machado dá uma dica essencial para quem quer se destacar: saber fazer relações entre o passado e o futuro na hora de responder as questões. Para o docente, a aposta é que muitas questões de política devem aparecer: 

— Preste muita atenção aos enunciados das perguntas. Quando for necessário realizar essa relação entre a história e o que se passa atualmente, tenha bem claro o que profissionais da História dizem: é preciso conhecer o passado para entender um pouco melhor o presente, mas que as coisas não acontecem da mesma forma duas vezes. 

Leia outras reportagens da seção Sala de Aula

Estudar exames de anos anteriores é outra dica. Para Evandro, perguntas de outras edições podem ter relação com o que será cobrado neste ano: 

— Nesta prova, dificilmente veremos assuntos como a Olimpíada do Rio de Janeiro sendo abordados. Mas outros assuntos que foram cobrados no ano passado podem aparecer neste ano, e essa revisão é importante para entender como funciona o exame. 

Fique de olho em temas atuais

Para o professor de Geografia e Sociologia da Escola de Educação Básica Feevale – Escola de Aplicação, Jeferson Nunes, um ponto de destaque no Enem são assuntos em alta na sociedade: 

— As atualidades que podem aparecer são mais ligadas ao cenário internacional. No caso da Geografia, por exemplo, as tensões na Síria e na Coreia do Norte, e o governo de Donald Trump nos EUA. 

Leia mais
Veja cinco sites que vão te ajudar a estudar para o Enem de graça
Saiba como o WhatsApp pode se tornar um aliado na escola
Veja como conquistar um certificado de conclusão do ensino médio

Jeferson ressalta que cerca de 60% da prova de Ciências Humanas aborda assuntos atuais e enumera seis temas: sexismo, machismo, homofobia, etnicismo, xenofobia e racismo. 

Para Evandro Machado, outras polêmicas, como o feminismo, devem surgir e ser estudadas com atenção: 

— É preciso ter muito cuidado na hora de responder, pois ferir os Direitos Humanos em uma resposta ou na prova de Redação é impensável. 

Internet aliada 

Jeferson explica que, para se manter atualizado, o candidato deve estar ligado em sites e portais de notícias, ler jornais e ter fontes de informação confiáveis. Não acompanhar só um veículo, mas ter uma visão ampla e diversificada de ideias. Ter atenção ao que é compartilhado em redes sociais, para saber discernir assuntos sérios de conteúdos falsos é decisivo. 

Evandro alerta para o tema meio ambiente. Segundo ele, em várias provas anteriores de diferentes áreas do conhecimento, a questão ambiental foi tema recorrente. 

O professor da Feevale menciona, na área da Geografia Física, conteúdos como a preservação dos Biomas brasileiros e os tipos de clima que existem no país. 

Interpretação de texto é decisiva

Assunto que já foi tema da primeira reportagem da série, a interpretação de texto é retomada como um importante ponto na hora de estudar para o Enem. O professor da plataforma Me Salva! Lembra que as provas do Enem, em sua essência, apresentam um alto nível de cobrança no quesito interpretação de texto. 

Leia outras reportagens da seção Sala de Aula

— Muitas pessoas pensam que estudar o texto escrito já basta. Não! É importante estudar e praticar a interpretação de todas as formas possíveis de texto, sejam elas as narrativas escritas, as imagens, os filmes, as charges, os poemas e até mesmo alguns álbuns de música. Interpretação de texto é visão de mundo, e isso é muito cobrado no Enem — reforça Evandro. 

Confira as próximas reportagens da série Enem nota 1000

3/8 — Dicas para a prova de Linguagens e Códigos 

HOJE — Dicas para a prova de Ciências Humanas 

31/8 — Dicas para a prova de Ciências da Natureza 

14/9 — Dicas para a prova de Matemática 

28/9 — Dicas para a prova de Redação

*Produção: Alberi Neto

 

Notícia: http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticia/2017/08/enem-nota-1000-confira-dicas-para-se-dar-bem-na-prova-de-humanas-9872458.html

Pesquisa mostra como os jovens avaliam o Ensino Médio

      Mais segurança, mais atenção às pessoas com necessidades especiais, professores mais presentes e melhor infraestrutura estão entre as principais aspirações dos jovens estudantes do Ensino Médio, de acordo com o resultado de uma pesquisa divulgada recentemente pelo movimento Todos Pela Educação. O levantamento ainda aponta que mais da metade não está muito satisfeita com o conteúdo dos cursos de informática em sala de aula. Para se chegar a esse resultado, foram ouvidos mais de 1.500 adolescentes com idade de 15 a 19 anos, entre os meses de setembro e outubro de 2016.

“A pesquisa é muito importante por mostrar parâmetros que ajudem a oferecer aos nossos jovens estudantes um ensino que realmente desperte o interesse deles na aprendizagem. E para aprimorar o que não está atingindo às expectativas e buscar alternativas que atendam o que não está de fato funcionando. Como nos negócios, em que é preciso conhecer exatamente o que procura o cliente para acertar na oferta do produto ou serviço e despertar nele o desejo de posse, na educação precisamos identificar e saber exatamente o que interessa aos nossos alunos, para mantê-los estimulados em aprender, em prosseguir com os estudos”, diz Fabio Silva, coordenador pedagógico do Ético Sistema de Ensino, que oferece soluções educacionais a centenas de escolas espalhadas pelo país.

Ainda que, de acordo com o resultado da pesquisa, a falta de interesse não seja o principal motivo da dificuldade dos alunos em seguir com os estudos. Dados da pesquisa indicam que quase 40% da dificuldade está relacionada à situação financeira, e 13% em administrar a escola com o trabalho. “Infelizmente, a falta de condições financeiras é o que aparece entre as duas principais causas. E para quem precisa conciliar a escola com o trabalho, até para reforçar o orçamento doméstico, a dificuldade também é grande. Seja pelo cansaço e o peso da responsabilidade que carregam já na juventude ou por acreditarem que, como já estão inseridos no mercado de trabalho, já estão bem encaminhados na vida”, avalia o coordenador pedagógico do Ético.

Por fim, perguntados se já pensaram em ser professor, a maioria (66%) respondeu nunca ter considerado tal hipótese. E quem um dia chegou a pensar nessa possibilidade (20%), já desistiu.

Sobre o Ético Sistema de Ensino

Referência na área educacional, oferece soluções educacionais a centenas de escolas espalhadas pelo país. Com projetos integrados e inovadores, desenvolve materiais pedagógicos para diversas disciplinas, em diferentes plataformas, tanto para uso dos alunos como também para dar suporte aos professores, atendendo desde a educação infantil até a fase pré-vestibular.

Notícia: http://www.segs.com.br/educacao/65512-pesquisa-mostra-como-os-jovens-avaliam-o-ensino-medio.html

 

Prepare-se para o Enem refazendo provas anteriores

Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), será realizado em 24 e 25 de outubro e faltando quase três meses para a prova, é hora de revisar. Pode parecer difícil escolher o melhor método para estudar, mas, sem dúvida, um dos mais importantes é refazer as provas anteriores do exame. Provavelmente algum colega ou professor já te deu essa dica, mas você sabe exatamente por que ela é fundamental para um bom desempenho?

As razões são simples: treinar com provas anteriores do exame pode ajudar a acostumar com o estilo da prova, o tipo de questões que costuma ser cobrado e, também, a mapear os assuntos que caem mais em cada matéria. Além disso, resolver as questões também pode servir como "termômetro" para os seus estudos, ajudando a verificar quais assuntos precisam ser estudados um pouco mais.

Reserve também alguns dias para resolver as provas inteiras nas mesmas condições exigidas na aplicação do exame, como número máximo de horas, espaço e alimentação. Nessa situação, fique longe de qualquer distração, como celular, computador, televisão ou mesmo familiares e amigos - lembre-se que, no dia da prova, nada disso será permitido! Essa é uma tática importante para treinar sua resistência e capacidade de concentração em uma prova longa, e pode ser o diferencial que o manterá focado no dia do Enem.